Nosso programa em Saúde Coletiva

 

imagem apresentacao 480 280

 

O Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva (PPGSC) foi criado em 2005, junto ao Departamento de Medicina Preventiva da Escola Paulista de Medicina. Sua base foi o Programa de Pós-graduação em Epidemiologia, criado em 1988, ao qual foram incorporados docentes das áreas de Ciências Sociais e Humanas em Saúde (CSHS) e Política, Planejamento e Gestão em Saúde (PPGS). Trata-se de programa multidisciplinar que inicialmente possuía como eixos principais de estudo o envelhecimento, a saúde indígena e o diabetes. A mudança no corpo docente ao longo dos anos se refletiu, consequentemente, na alteração das principais linhas de pesquisa trabalhadas no programa.

 

Recentemente, neste processo de renovação de quadro docente, houve incorporação de projetos em drogas de abuso e violência, imigração e saúde, Mindfulness, questões de gênero e identidade sexual, humanização em saúde, além de propostas inovadoras para a gestão no Sistema Único de Saúde e avalição de intervenções.

O programa é hoje estruturado em uma área de concentração (Saúde Coletiva), três áreas de conhecimento (Ciências Sociais e Humanas em Saúde, Epidemiologia e Política, Planejamento e Gestão em Saúde) e três linhas de pesquisa (“Gestão do Trabalho e do Cuidado e(m) Saúde”, “Longevidade, condições crônicas e qualidade de vida” e “Saúde, Sociedade e Modos de Vida”). Os docentes do programa têm, em sua maioria, formação de pós-doutorado, dedicação de pelo menos 20 horas semanais às atividades do programa, parceria internacional em universidades de ponta e são altamente especializados em pelo menos uma das grandes áreas da saúde coletiva.

Destaca-se ainda a liderança destes pesquisadores em problemas consolidados na área de Saúde Coletiva, assim como em abordagens inovadoras em temas ainda pouco explorados na área. A maior parte dos alunos do programa é composta por profissionais da saúde, mas destaca-se a presença de mestrandos e doutorandos graduados em outras áreas do conhecimento, como antropologia, engenharia, estatística, comunicação social, entre outras.

Esta multidisciplinaridade é característica do corpo discente e docente do PPGSC. O PPGSC é também reconhecido por sua inserção social, através de ações de extensão na comunidade, como aquelas realizadas junto ao Projeto Epidoso, ao Projeto Xingu, na Horta Comunitária, no Centro Mente Aberta/Mindfulness, no Centro de História e Filosofia das Ciências da Saúde – CeHFi), em projetos de prevenção ao uso de drogas e, escolas públicas e em cursos de extensão sobre diversos temas (imigração, drogas, mindfulness, entre outros).

As aulas do PPGSC ocorrem em horário comercial durante a semana, com carga de 720 horas-aula no mestrado e 1080 horas-aula no doutorado, além do tempo que será investido na realização do projeto de pesquisa, em todas as suas etapas, e na elaboração da tese. Proficiência em inglês é exigida no ingresso ao programa. Apresentações em congressos e submissão/publicação de artigos científicos são parte dos requisitos para a conclusão. Desta maneira, a decisão por cursar mestrado e doutorado no PPGSC deve também considerar o nível intenso de dedicação semanal que o curso irá exigir ao longo da formação.

© 2013 - 2020. Universidade Federal de São Paulo - Unifesp

Campus São Paulo - Rua Botucatu, 740 - 4º andar - sala 404 - Vila Clementino, São Paulo - SP - ppg.saudecoletiva@unifesp.br