Escola Paulista de Medicina
Postgraduate in Collective Health

Monkeypox e o retorno de um espectro: o campo da saúde em tempos sombrios

noticia 02 12

Este artigo foi pensando por: dois pesquisadores que estão atualmente em campo, investigado sobre aids (Francisco Rocha e Rafael Pinheiro, o primeiro mestrando na Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Unifesp); um autor de um texto dos mais citados sobre a aids (Richard Miskolci); o coordenador do GT de Saúde da população LGBTI + da Abrasco (Marcos Signorelli, doutor pelo Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Unifesp); dois que buscaram entender a pandemia na década de 90 (Denise Martin e Pedro Paulo Gomes Pereira). Neste texto, afirmamos: “O cerne da questão que queremos discutir neste Editorial é se não estaríamos assistindo, no caso da monkeypox, ao retorno da patologização das homossexualidades. Afinal, o discurso adotado por instituições, o direcionamento de determinadas pesquisas, bem como a repetição de lugares-comuns parecem estar reproduzindo um dispositivo que, no caso da Aids, estigmatizava segmentos e pessoas”.

Saiba mais!

© 2013 - 2023. Universidade Federal de São Paulo - Unifesp

Campus São Paulo - Rua Botucatu, 740 - 5º andar - sala 563 - Vila Clementino, São Paulo - SP - ppg.saudecoletiva@unifesp.br