Escola Paulista de Medicina
Postgrado en Salud Colectiva

Disciplina: TÓPICOS EM CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS EM SAÚDE: ABORDAGENS SOCIOANTROPOLÓGICAS SOBRE SAÚDE, DOENÇA E CUIDADO.

  • Nome/título
    TÓPICOS EM CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS EM SAÚDE: ABORDAGENS SOCIOANTROPOLÓGICAS SOBRE SAÚDE, DOENÇA E CUIDADO.
  • Responsável
    Denise Martin
  • Corpo Docente
    Regina Yoshie Matsue
  • E-mail para contato
    denise.martin@unifesp.br
  • Início - inscrição
    2021-06-14
  • Término - inscrição
    2021-07-30
  • Início - curso
    2021-08-05
  • Término - curso
    2021-09-23
  • Local
    Ensino remoto
  • Dias e Horários
    Quinta feira, das 8:30 às 12:30h
  • Vagas/ Número máximo de alunos
    20
  • Carga horária - Teórica
    30
  • Carga horária - Prática
    0
  • Carga Horária Total
    30
  • Creditos
    2
  • Critérios de ingresso
    não aceita ouvintes. Apenas estudantes matriculados no programa e em outros da UNIFESP.
  • Ementa
    As Ciências Sociais e Humanas em Saúde são um campo de atuação e diálogo interdisciplinar na Saúde Coletiva. Esta disciplina propõe alargar o debate sobre as questões relacionadas às dimensões socioantropológicas do processo saúde/adoecimento-cuidado, fornecendo bases conceituais sobre violência estrutural, sofrimento social, gênero e saúde, interculturalidade e iniquidades em saúde em contextos transnacionais. A disciplina tem caráter teórico e aplicado, permitindo estudar os conceitos e sua aplicabilidade na compreensão de fenômenos sociais relacionados à saúde.
  • Avaliação de aprendizagem
    O aluno será avaliado em três aspectos: frequência e participação nas aulas, apresentação de seminário, e ensaio no qual aborde temas ou referenciais teóricos discutidos ao longo da disciplina.
    Formas de avaliação: participação nas aulas e seminários (10%), apresentação de seminários (45%) e paper (45%).
  • Conteúdo Programático
    Os conceitos de sofrimento social e violência estrutural;
    A lógica do cuidado e a lógica da escolha;
    Sofrimento psíquico;
    Concepções de corpo e cuidado de si (self cultivation);
    Religiosidade/espiritualidade e saúde;
    Interculturalidade e saúde;
  • Referências
    ● CSORDAS, T. A Retórica da Transformação no Ritual da Cura. In Corpo, Significado e Cura. Porto Aegre: UFRGS editora, 2008.
    ● DAS, V. Affliction. Health, Disease, Poverty. New York, Fordham University Press, 2015.
    ● DAS, V. O ato de testemunhar: violência, gênero e subjetividade. Cad. Pagu, Campinas , n. 37, dez. 2011.
    ● EHREMBERG, A. O culto da performance. Da Aventura empreendedora à depressão nervosa. Aparecida, Idéias e Letras, 2010.
    ● FARMER, P. An Anthropology of structural violence. Current Anthropology, Chicago, n. 45, p. 305-325, 2004.
    ● GRABOIS, P.F. Sobre a articulação entre cuidado de si e cuidado dos outros no último Foucault: um recuo histórico à Antiguidade. Ensaios Filosóficos, Volume III. 2011.
    ● HWANG, K.K, CHANG, J. Self-cultivation: Culturally sensitive psychotherapies in Confucian societies. The Counseling Psychologist, The Counseling Psychologist, V. 37, N. 7, 2009.
    ● JUNGBLUT, A. L. Espiritualidade e Saúde: ensaio sobre novas articulações entre religião e ciência. Debates do NER, 2020, V. 20 Issue 37, p201-216.
    ● KLEINMAN, A.; DAS, V.; LOCK; M.M. (eds.) Social Suffering. Berkeley: University of California Press, 1997.
    ● MENÉNDEZ EL. Salud intercultural: propuestas, acciones y fracasos. Ciênc. saúde coletiva 2016; 21(1): 109-118.
    ● MOL, Anne-Marie. The logic of care. Health and the problem of patient choice. London, Routledge, 2008.
    ● MOREIRA-ALMEIDA, A; LUCCHETTI, G. Panorama das pesquisas em ciência, saúde e espiritualidade. Ciência e Cultura, vol.68 no.1, 2016.
    ● NAKAMURA, E.; BARBARINI, T. Problematic, disturbing and non-conforming children’s behaviors: the concepts and care demands related to agitation in children in Santos and Campinas, Brazil. Saúde e Sociedade [online]. 2019, v. 28, n. 1.
    Referências complementares
    ● MENÉNDEZ EL. Modelos de atención de los padecimientos: de exclusiones teóricas y articulaciones prácticas. Cien Saude Colet 2003; 8(1): 185-208.
    ● CARVALHO, J. E. C. Violência e sofrimento social: a resistência feminina na obra de Veena Das. Saude soc., São Paulo , v. 17, n. 3, set. 2008 .
    ● DAS, V. Life and words: violence and the descent into the ordinary. Berkeley: University of California Press. 2007.
    ● GOMES, P.P.G. Violência, gênero e cotidiano: o trabalho de Veena Das. Cadernos Pagu (35), p. 357-369, 2011.
    ● JAIME, P.; LIMA, A. Uma trajetória antropológica: entrevista com Didier Fassin. Horiz. Antropológicos, v.17 (36), 2011.
    ● MARTIN, Denise; SPINK, Mary Jane; PEREIRA, Pedro Paulo Gomes.
    •  

    © 2013 - 2021. Universidade Federal de São Paulo - Unifesp

    Campus São Paulo - Rua Botucatu, 740 - 5º andar - sala 563 - Vila Clementino, São Paulo - SP - ppg.saudecoletiva@unifesp.br

    Please publish modules in offcanvas position.