Disciplina: INTRODUÇÃO À ABORDAGEM NARRATIVA NAS CIÊNCIAS DA SAÚDE

  • Nome/título
    INTRODUÇÃO À ABORDAGEM NARRATIVA NAS CIÊNCIAS DA SAÚDE
  • Responsável
    Prof. Dr. Dante Marcello Claramonte Gallian
  • Corpo Docente
    Prof. Dr. Simeão Sass (CeHFi)
  • E-mail para contato
    cehfi@unifesp.br
  • Início - inscrição
    2020-06-27
  • Término - inscrição
    2020-07-14
  • Início - curso
    2020-08-06
  • Término - curso
    2020-12-03
  • Local
    Google Meet
  • Dias e Horários
    Atividades síncronas às quintas-feiras, das 14:30 – 17:00 hs e assíncronas por mais 3 horas na semana
  • Vagas/ Número máximo de alunos
    25
  • Carga horária - Teórica
    43
  • Carga horária - Prática
    51
  • Carga Horária Total
    94
  • Creditos
    6
  • Critérios de ingresso
    Somente alunos matriculados na UNIFESP, mestrado e doutorado.
  • Ementa
    A medicina narrativa, iniciada por Rita Charon, abriu um campo de estudos vasto e instigante aos interessados na prática interdisciplinar que concilia ciências da saúde e humanidades. O curso terá por objetivo geral introduzir o aluno no conhecimento da Medicina Narrativa, apresentando suas conexões com a filosofia e as ciências humanas. De modo mais específico, essa introdução terá como objetivo secundário apresentar a proposta de Allan Peterkin, que, partindo dessa abordagem, elabora uma reflexão criteriosa acerca da importância da narrativa na formação humanística dos profissionais das ciências da saúde.

    Objetivos Específicos:
    - Possibilitar uma revisão dos norteadores teóricos para o conceito de Humanidades e suas relações com as Ciências da Saúde.
    - Fomentar o contato com a bibliografia básica fundamental a respeito dos temas centrais Literatura e Experiência Estética como forma de humanização em saúde, Educação e Cultura; Filosofia, História e Ciências Sociais em Saúde.
    - Possibilitar a elaboração de trabalho científico na forma de artigo que será avaliado ao final do curso.
  • Avaliação de aprendizagem
    Metodologia:
    Leitura prévia de textos determinados e discussão dos mesmos nos encontros do Seminário
    Avaliação:
    - Elaboração de um artigo científico ou trabalho científico nos moldes da ABNT versando sobre um dos temas abordados durante o curso.
  • Conteúdo Programático
    1- 06/08/2020- Apresentação do programa
    2- 13/08/2020- A medicina narrativa de Rita Charon
    CHARON, R. ; BANKS J. T., CONNELLY J. E.; et al. Literature and medicine: contributions to clinical practice. Ann Intern Med. 1995;122(8):599-606.
    3- 20/08/2020- As humanidades e sua importância para as ciências da saúde
    CHARON, R. Narrative medicine. A Model for Empathy, Reflection, Profession, and Trust. JAMA, October 17, 2001—Vol 286, No. 15
    4- A literatura
    CHARON, R. Narrative medicine: form, function, and ethics. Ann. Intern. Med. 2001;134(1):83-7.
    5- As narrativas
    CHARON, R. Narrative medicine: honoring the stories of illness. Oxford: Oxford University Press; 2006.
    6- O corpo que se conta
    CHARON, R. O corpo que se conta: por que a medicina e as histórias precisam uma da outra. Tradução Ricardo Santiago. São Paulo : Letra e Voz, 2015.
    7- Hermenêutica – Compreensão e “tomada de consciência”.
    SASS, S. D. O método compreensivo na obra de Dilthey. https://periodicos.pucpr.br/index.php/aurora/article/view/25024
    8- Dilthey
    DILTHEY, W. Ideias acerca de uma Psicologia Descritiva e Analítica. Covilhã: 2008
    9- A compreensão e o método compreensivo na pesquisa qualitativa
    ANDRADE, C. C.; HOLANDA, A. F. Apontamentos sobre pesquisa qualitativa e pesquisa empírico-fenomenológica. Estudos de Psicologia. Campinas, 27(2) I 259-268 I abril – junho.
    10- Fenomenologia e Ciências Humanas
    BELLO, A. A. Introdução à fenomenologia. Bauru, SP: Edusc, 2006.
    11- A obra de Allan Peterkin
    BALLESTEROS, F. Could Staying Human in Medical Training Help Make Medicine Humane? Review of Allan D. Peterkin, Staying Human During Residency Training. BioéthiqueOnline 2013, 2/21. Acesso: https://papyrus.bib.umontreal.ca/xmlui/handle/1866/10064
    12- As narrativas dos profissionais da saúde
    SKORZEWSKA, A.; PETERKIN, A. “Why Are The Heath Humanities Relevant (and Vital) In Postgraduate Medical Education?” in The Health Humanities in Postgraduate Medical Education. Eds. Oxford University Press, 2018.
    13- A revista Ars Medica
    14- Literatura e narrativa médica
    PETERKIN, A. “Getting to Sleep in New Jersey”. Academic Medicine, Vol. 85, No. 5 / May 2010.
    15- A relevância da abordagem narrativa na formação acadêmica e profissional nas Ciências da Saúde
    Discussão em grupo
    16- A importância da Narrativa no diálogo entre o profissional e o paciente/participante. Esboço de método
    Discussão em grupo.
    17- Conclusão e avaliação
  • Referências
    ANDRADE, C. C.; HOLANDA, A. F. Apontamentos sobre pesquisa qualitativa e pesquisa empírico-fenomenológica. Estudos de Psicologia. Campinas, 27(2) I 259-268 I abril – junho.
    BALLESTEROS, F. Could Staying Human in Medical Training Help Make Medicine Humane? Review of Allan D. Peterkin, Staying Human During Residency Training. BioéthiqueOnline 2013, 2/21. Acesso: https://papyrus.bib.umontreal.ca/xmlui/handle/1866/10064
    BELLO, A. A. Introdução à fenomenologia. Bauru, SP: Edusc, 2006.
    BRUNS, M. A. T. Psicologia e Fenomenologia: reflexões e Perspectivas. Campinas: Editora Alínea, 2003.
    CHARON, R. ; BANKS J. T., CONNELLY J. E.; et al. Literature and medicine: contributions to clinical practice. Ann Intern Med. 1995;122(8):599-606.
    CHARON, R. Narrative medicine. A Model for Empathy, Reflection, Profession, and Trust. JAMA, October 17, 2001—Vol 286, No. 15.
    CHARON, R. Narrative medicine: form, function, and ethics. Ann. Intern. Med. 2001;134(1):83-7.
    CHARON, R. Narrative medicine: honoring the stories of illness. Oxford: Oxford University Press; 2006.
    CHARON, R. O corpo que se conta: por que a medicina e as histórias precisam uma da outra. Tradução Ricardo Santiago. São Paulo : Letra e Voz, 2015.
    DILTHEY, W. Ideias acerca de uma Psicologia Descritiva e Analítica. Covilhã: 2008.
    GIORGI, A. SOUSA, D. Método fenomenológico de investigação em psicologia. Lisboa: Edições Sociedade Unipessoal, 2010.
    HUSSERL, E. A crise da humanidade europeia e a filosofia. Introd. e trad. Urbano Zilles. – 2 ed. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2002.
    PETERKIN, A. “Getting to Sleep in New Jersey”. Academic Medicine, Vol. 85, No. 5 / May 2010.
    Revista de Filosofia Aurora (PUCPR) Especial FENOMENOLOGIA: https://periodicos.pucpr.br/index.php/aurora/issue/view/1962
    SASS, S. D. O método compreensivo na obra de Dilthey. https://periodicos.pucpr.br/index.php/aurora/article/view/25024
    SKORZEWSKA, A.; PETERKIN, A. “Why Are The Heath Humanities Relevant (and Vital) In Postgraduate Medical Education?” in The Health Humanities in Postgraduate Medical Education. Eds. Oxford University Press, 2018.
    •  

    © 2013 - 2020. Universidade Federal de São Paulo - Unifesp

    Campus São Paulo - Rua Botucatu, 740 - 4º andar - sala 404 - Vila Clementino, São Paulo - SP - ppg.saudecoletiva@unifesp.br

    Please publish modules in offcanvas position.